Insultai o perigo!

10425007_10203940595909297_3696537476437948951_n

Evocando Almada, a propósito da exposição “José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno”, patente no Centro de Arte Moderna da Fundação Gulbenkian.

A expressão artística é uma forma de intervenção e, em si, um ato de cidadania. Tal como ouvir, ver, sentir… ler a arte.

Inspiremo-nos em Almada: “Insultai o perigo!”

Insultemos todas as formas de sujeição e de medo, todas as ameaças, seja em que língua forem proferidas.