EPITÁFIO

“Aqui jaz a comunidade Cid+. Não choreis! Teve vida curta, mas intensa e bem vivida. E não queirais mal ao coveiro pois não foi ele que a matou; enterrou-a depois de a fazer nascer, de lhe dar vida e de a cuidar enquanto a esvaíam.”

NOTA: na estela tumular de um assassinado não faz muito sentido afixar a identidade do assassino. Mas “os bois têm que ser tratados pelos nomes” e por isso aqui se abre uma exceção para que o mundo saiba quem matou!

Imagem