Mais um dia feliz!

O título não é da minha autoria mas apropriei-me dele, e do texto seguinte, porque se referem de forma eloquente à sessão de Júri de Certificação de dia 23 de julho:

“Tive hoje mais um dia feliz na minha vida. Não foi um dia feliz como outro qualquer! Foi especial porque mais 9 candidatos obtiveram o ensino secundário no Centro Novas Oportunidades (CNO) de Cacilhas. Foram 9 percursos de vida singulares, cheios de alegrias e tristezas, mas sobretudos ricos em competências adquiridas ao longo da vida, que permitiram a estes 9 candidatos, com muito trabalho, empenho e dedicação, concluir o ensino secundário. Trabalho, empenho e dedicação, são 3 palavras que caracterizam todos os candidatos com quem tive o prazer de trabalhar e aprender nestes 5 anos em que estive como profissional de RVC no CNO de Cacilhas. Todos eles mereceram a qualificação que alcançaram. Parabéns a todos…

No entanto, não é raro ouvirmos criticar a Iniciativa Novas Oportunidades, nomeadamente o processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC) e os cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA)! Porquê? Porque, na realidade, aqueles que o criticam não conhecem o trabalho que se desenvolve num Centro Novas Oportunidades, por um lado, nem percebem a filosofia subjacente aos dois tipos de ofertas educativas referidas, pois para isso teriam de conhecer os Modelos de Educação e Formação de Adultos, o que, de forma evidente, não acontece!

Engraçado, à semelhança do nosso atual Ministro da Educação, também eu sou professora de Matemática (desde 1994)! Quando me convidaram para integrar a equipa do CNO de Cacilhas, há 5 anos atrás, reconheço hoje que não conhecia nada sobre Educação e Formação de adultos e, portanto, fui aprender e documentar-me… E é assim que devia ser. Quando não conhecemos, calamo-nos e se quisermos criticar, documentamo-nos primeiro… Mas de forma séria!

Bem, mas hoje estou feliz…”

Ana Ramirez, Profissional de RVCC